Neste blog, poderão ser consultados dados, informações sobre os meus livros publicados e visionados os meus videopoemas.

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

MENIRES


No meu recente livro "Algarve Ontem" há um poema a um menir, existente no sudoeste algarvio.
A teoria corrente acerca  destes enormes monumentos pré-históricos 
é de que eles são símbolos fálicos.
No entanto, a minha prezada leitora Dona Sra. Urtigão  é de opinião diferente.
Eis o que ela escreveu no comentário à postagem em vieieracalado-poesia:


"São realmente intrigantes esses monumentos.
mas, e sempre tenho mas... discordo da interpretação de que sejam simbolos fálicos. Ao que sei - e muito pouco - essa atribuição de simbolismo fálico é algo que surgiu da cabeça de Freud. Na antiguidade pré historica ao que dizem os estudiosos, a fecundidade era reverenciada na mulher, pois ainda se desconhecia a relação da fecundação, mas sabia-se que da mulher saiam filhos... E monumentos erigidos na vertical seriam sinalizadores para o céu, de onde surgiam fenômenos inexplicáveis que ameaçavam a sobrevivência do clã. Então foram sendo instituidas as divindades, relacionadas a esses mesmos fenõmenos. Será ?
"

Aqui deixo o precioso comentário.

Muito grato à sua autora.