sábado, 27 de agosto de 2011

meu 1º poema publicado

Este soneto foi escrito em Lisboa, onde eu era estudante, e foi publicado 
no extinto e saudoso Jornal de Lagos, de Francisco de Santana Paula.
Não está datado, mas deve ter sido ou em 1955 ou 1956.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Eu não conheço teu rosto
    mas te reconheço em todo lugar
    nunca toquei em suas vestes
    mas sinto o seu perfume no ar
    não sei como é a sua voz
    mas o som dela me guia
    eu não consigo viver sem
    você na minha vida
    Que amor é esse?
    que se move dentro de mim
    me alcançou com perdão
    intensamente me atraiu
    impossível estar distante
    deste amor que me cerca
    eu amo, como eu te amo,
    te amar senhor,
    eu amo eu amo, te amar senhor,
    eu amo, eu amo, eu amo....
    te a amar senhor
    eu amo.

    Assim teu amor por tua terra, ontem hoje e sempre, é tua fidelidade por tuas raízes, isso mostra o caráter dum homem magnifico.

    EU ACHO QUE TU CONHECE ESSA MUSICA
    EU LENDO TEU POEMA ME VEIO O SOM DE FUNDO...

    BEIJO QUERIDO, E SUCESSO FEITO UM BOMBOM GOSTOSO RECHEADO DE ALEGRIAS.

    ResponderEliminar
  3. Lindíssimo, meu querido e estimado amigo.Li , hoje, uma pequena reportagem sobre os teus cinquenta anos de carreira no caderno " Algarve" do Expresso.

    Felicidades!

    Bjinhos

    ResponderEliminar