Neste blog, poderão ser consultados dados, informações sobre os meus livros publicados e visionados os meus videopoemas.

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

DATA HISTÓRICA; PARA LAGOS

No pretérito dia 27 de Janeiro, foi comemorada a data em que D. Sebastião elevou Lagos, a Cidade, em 1573.
A cidade,  fora fundada cerca de 200 a. C., pelos Cónios, e depois ocupada sucessivamente por Cartagineses, Romanos e Árabes. 
A antiga Lacóbriga, foi conquistada pelos Cristãos, no século XIII.
A sua localização geográfica, e a sua importância económica, fizeram dela o cerne dos Descobrimentos Marítimos, o que levou "O Desejado" a elevá-la a capital do Reino do Algarve. Esse estatuto manteve-se durante a ocupação dos Filipes de Espanha.
As Comemorações iniciaram-se na manhã do dia 27, com uma sessão solene, no Salão Nobre dos Antigos Paços do Concelho. 
Do programa constavam, ainda, exposições, apresentação de livros, concertos e uma visita guiada à estátua do rei D. Sebastião, que se encontra em frente do dito edifício, no centro da praça.






                                                                      * * *
Terminada a visita guiada, seguiu-se a comemoração do aniversário do "Grupo dos Amigos de Lagos". 
Os convidados dirigiram-se para o restaurante "Dom Vinho", de António Matos, (que gentilmente cedeu o estabelecimento e ofereceu o lanche), na rua mais emblemática da cidade, a Rua Direita.                 






O "Grupo dos Amigos de Lagos", tem mantido um papel relevante na Cultura Lacobrigense, publicando anualmente, entre outras iniciativas, "5 Poetas de Lagos" .
Da iniciativa de Cristiano Cerol, membro activo do grupo, também há a destacar a colecção Costa d`Oiro. A colecção já inclui 301 poemas, de mais de meia centena de lacobrigenses.
Com a presença da Presidente da Câmara, do Presidente da Assembleia Municipal e do Presidente da Junta de Freguesia de S. Gonçalo, foram lidos por Domingos Pestana, poemas dos poetas já falecidos, Carlos dos Vales, José Carlos Arez Leandro, José Vieira Cabrita e Leonel Neves. 
Seguiu-se um Porto de Honra, e a Presidente Joaquina Matos obsequiou o G. A. L., com uma  bela lembrança da Edilidade.